19 junho, 2006

"E aí, cara?"

Titubeei antes de atribuir este título a meu post. Pensei durante horas e horas e horas, mas não consegui usar do bom-senso desta vez, peço que me perdoem.
Oh, leitor malvado, não me atire pedras! Pára, pára! Por favor, na cabeça não. Prometo ler Chesterton para você mais tarde, se você parar. Obrigado. Pois bem, como eu dizia, nunca faça amizade com alguém que fale "e aí, cara, vamos discutir poesia?". Quando, se um dia fizerem isso comigo, eu nobremente tirarei minha luva e com ela estapearei o bruto, num desafio a um duelo amanhã às cinco.
Pior ainda, oh, céus, não esperaria até o dia seguinte, se me chamassem para divagar sobre o modernismo ou lucubrar acerca da filosofia contemporânea. Nesse caso, empunharia minha espada e esgrimiria imediatamente, mesmo ali.

3 comentários:

Paulo Cherry Flavour. disse...

adorei!

Rafael MSM disse...

ue, pq estudas jornalismo num centro de artes então?

Lau disse...

E aí...Sir?