30 março, 2006

Mania boba.

Tenho a mania boba de seguir as pessoas na rua até que se irritem comigo e façam escândalos ou até correrem para bem longe de mim. Noutro dia, entretanto, vinha eu muito feliz pela rua quando deparei com uma garota franzina, de uns quinze anos, seguindo o mesmo caminho que eu, embora na minha frente. Maldosamente, comecei a segui-la em cada passo que dava, ritmando o meu andar com o dela. Como sou mais alto, e portanto meus passos são mais largos, tive de controlá-los até em seu tamanho , diminuindo o espaço que meu andar cobria, tentando igualar com o da franzina.
Ela, provavelmente apercebida da perseguição, apressou um pouco seu caminhar, o que pra mim foi realmente feliz, pois pude voltar a meu ritmo comum de caminhada. Muito irritada, a franzina começou a correr desesperadamente, chegando mesmo a fazer círculos em torno de mim, como que ameaçasse alguém com aquela cara de fome.
Vendo que eu não reagira àquela ameaça tola, prosseguiu no seu caminhar. Até que chegou a um precipício, Quero ver se me segues até aqui, e pulou abismo abaixo, Dessa vez, pensei, perdi a brincadeira.
O corpo da menina foi encontrado no dia seguinte, com resquícios de sêmen na boca e no ânus.
Juro que não fui eu. Acho, inclusive, nojento.

5 comentários:

Johnny Drug disse...

Vc tá vendo a novela?

Manda disse...

Eim? Gu, querido Gu o que houve com você?

Erikinha Jane disse...

Tou preocupada deveras c seus amigos e familiares...eles correm sérios riscos...
kkkkkkk
Em compensação a literatura ganha obras raras!!
beijo.

Rafael MSM disse...

que final trágico! Tudo produto do acaso, talvez desse algum bom roteiro. Falta só achar uma vilã pra história!

Anaemila disse...

Gustavo... Recife ja tem ladrao de verdade demais... agora so falta começarem a surgir os ladroes e perseguidores de brincadeira... vc vai preso viu?