04 abril, 2006

Jornalismo.

Meu sonho é poder chegar em casa entusiasmado com um assunto super complicado de Cálculo Três. Ou Geometria Analítica. Ou Circuitos Elétricos ou Economia Aplicada ou Matemática Financeira ou Bioquímica ou tudo o que parece desafiador.
Desejo mesmo aprender algo de útil, algo verdadeiro, algo além do "pode ser que", algo que, de fato, imponha moral, seja axiomático e final. Qualquer coisa que não mude nunca. Ou, se mudar, que seja definitivamente, que se possa dizer que "isso está ultrapassado, o certo é isso, bobão".
Sonho com o dia de me sentir superior e virar pra um estudante de jornalismo e dizer, sei lá, "você já pensou em fazer um curso superior?".
Não posso, devo dizer, pois não faço curso superior, faço jornalismo. Sou vítima direta das piadas. Não se preocupe, no entanto. Tenho noção de não ser um estudante de nível superior. Nível técnico, talvez.
Como deve ser bom dizer "sou engenheiro", "sou médico, mas pode me chamar de doutor". Queria poder ser arrogante. Não me foi concedido esse direito. Serei (argh) jornalista (cusp, cusp).
Estudo coisas como Teoria da Comunicação, Sociologia, Filosofia e, felizmente, Introdução à Economia. Apenas posso rir dos estudantes de filosofia que, definitivamente, são estudantes de nível médio, adolescendo (odeio essa palavra, devo dizer) em constantes crises existenciais, relativizando tudo e dizendo que tudo é arte. Tenho nojo desse povo, eco.

5 comentários:

Johnny_Drug disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Johnny Drug disse...

Jornalista não é arrogante?
Você não é arrogante?!

descobertas...

Gustavo disse...

Johnny, jornalistas, em geral, são arrogantes. Eu não, sei que jornalismo não é curso superior. Sou o melhor, por isso.

Anaemila disse...

Pois eu vou ser engenheira... kkkkkkkk

Rafael MSM disse...

eu ia ser engenheiro... mas desisti em troca de jornalismo... começo a pensar se foi certo...